Portabilidade de Financiamento Imobiliário: Como Funciona?

A portabilidade do financiamento imobiliário é uma opção vantajosa neste atual cenário de queda da Selic.

Com a queda da taxa básica de juros (Selic) a patamares históricos, o momento é oportuno para quem pretende adquirir um imóvel ou para quem já contratou um financiamento imobiliário e, neste caso, existe uma chance de aproveitar os juros mais baixos por meio da portabilidade.

Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre a portabilidade de financiamento imobiliário!

O que é a portabilidade de crédito ou de financiamento imobiliário?

A portabilidade de crédito, tanto do imobiliário quanto das outras várias modalidades, é a transferência de uma operação de uma instituição financeira para outra a pedido do cliente.

Quais são os custos envolvidos no empréstimo

Antes de optar pela transferência da dívida, você deve saber quais são todos os custos envolvidos no seu atual contrato. O custo não se resume só à taxa de juros, há um pacote de custos que faz parte do financiamento, chamado de Custo Efetivo Total (CET), que é composto pelos seguintes itens:

  • O valor que você pegou emprestado;
  • Percentual de taxa de juros;
  • Taxa de administração;
  • Seguro de vida;
  • Seguro do imóvel.

Como levantar os dados do seu empréstimo

Para saber os dados sobre o seu contrato atual, basta entrar em contato com a instituição financeira responsável e solicitar as seguintes informações:

  • CET do seu empréstimo;
  • Cópia do contrato;
  • Saldo devedor atualizado;
  • Data do último vencimento da operação.

Próximo passo: simulação em vários bancos

Sabendo dos custos que envolvem o seu financiamento, pode fazer simulações em outras instituições a fim de comparar o Custo Efetivo Total.

Vale saber que a portabilidade não é somente sobre a migração da dívida. Mesmo que você já tenha passado por uma avaliação para conseguir o empréstimo, as instituições levam em consideração a sua situação financeira atual, além dos documentos padrão e daqueles relacionados ao imóvel.

Como saber qual a taxa mais vantajosa?

O financiamento imobiliário pode durar muitos anos para ser quitado, então, mesmo que a diferença de taxas entre as instituições pareça pequena, no final, a economia será grande. Qualquer 0,1% ao ano faz diferença!

Como funciona a portabilidade do financiamento imobiliário

Para realizar a portabilidade, nenhuma instituição financeira pode exigir alterações nas condições do financiamento anterior, mantendo o número de parcelas e o tipo de amortização, a não ser que você queira mudar.  Geralmente, a única condição é possuir uma conta corrente no banco para o débito das prestações.

É importante levar em consideração os custos da mudança de banco. Antes de fechar o negócio, a instituição fará uma avaliação do imóvel, que é cobrada, e pode cobrar também uma taxa para a abertura de crédito ou elaboração de cadastro. Há também os custos de transferência do imóvel, que variam de cartório para cartório.

O pedido da portabilidade do financiamento imobiliário é feito pela nova instituição financeira contratada, que ficará responsável pela quitação do contrato original. Ao receber a solicitação de portabilidade, o seu banco terá no máximo cinco dias úteis para fazer uma contraproposta.

Pela baixa da Selic, é uma época propícia para investir em comprar aquele imóvel com que você sonha! As condições de pagamento estão mais facilitadas e os próprios preços dos imóveis estão em condições melhores.

Conte com a KM para encontrar o seu imóvel ideal com as melhores condições do mercado!